É bonito ver uma mesa farta, enfeitada, com pessoas queridas à sua volta, em harmonia. Isso não significa exageros, mas sim união, controle do orçamento, organização e muita criatividade.

Planeje o que será servido, estabelecendo a quantidade de comida e bebida que será consumida. Distribua as tarefas entre os convidados e evite o desperdício.

Nada de cerimônia!
Envolva a todos na organização da ceia. Cada integrante pode participar trazendo algo para compor a mesa: salgado, doce e bebida de sua preferência.

Caso prefiram, podem definir juntos o que será servido, listando mantimentos necessários ao preparo, dividindo tarefas e as despesas. Uma pessoa pode ficar encarregada de comprar tudo, apresentando ao grupo, depois, a relação do que foi gasto.

Na hora da compra, a recomendação é optar por frutas da estação e produtos cultivados na região em que moram, diminuindo assim o custo de transporte e o desperdício. E outra dica importante: compare preços antes das compras!

Casa enfeitada
Se você tem os enfeites de Natal do ano passado, aproveite! Guardando tudo com cuidado de um ano para outro, você conserva os objetos por muito tempo e preserva seu bolso.

Para quem está começando agora a decorar sua casa, que tal buscar soluções alternativas, adaptando alguns objetos e fazendo da reciclagem uma arte?

Energia na medida certa
As luzes do Natal são um dos pontos altos da festa e você não quer ficar fora dessa?

Procure evitar exageros, compre itens seguros, consulte as opções com menor consumo de energia e tome muito cuidado na instalação, sobretudo em locais abertos.

Lembre-se de desligar essas luzinhas durante o dia, ou mesmo na madrugada.

Fonte: Finanças Práticas