Os dias passam. É uma correria para lá e para cá. Cuidar da família, dar atenção aos amigos, estudar, trabalhar…são tantas coisas dentro da “rotina” que fica difícil até enumerar.

Mas será que é preciso ser assim mesmo? É difícil mudar, fazer coisas novas, principalmente em benefício próprio?
E o que alegamos: “Ah…não tenho tempo” ou “Isso ou aquilo é mais importante” ou “Preciso pensar no meu futuro” ou “Preciso cuidar da saúde”.

Mas o que acontece? Continuamos fazendo as mesmas coisas.

Não temos tempo de fazer atividade física, não temos horário para seguir a dieta, não reservamos um horário para nós mesmos, como uma meditação, por exemplo, não fazemos uma leitura, não temos um hobbie… é uma correria sem fim e nos esquecemos de uma pessoa muito importante nisso tudo, nós mesmos.

É observado que uma das coisas mais difíceis que temos é nos colocarmos em primeiro lugar, fazermos algo por nós mesmos.

Sempre inventamos uma “desculpa”; uma “justificativa” para não olharmos para nós, utilizamos sempre o “depois”.

Ter uma vida saudável requer envolvimento consigo, tanto fisicamente, quanto emocionalmente. E se precisar fazer alguma mudança…Mude!

Qualquer mudança que pretendemos fazer em nossa vida, no que diz respeito principalmente aos hábitos, pode ser feita aos poucos.

Se você deseja iniciar uma atividade física, comece com poucos minutos por dia, menos vezes por semana e com o tempo aumente a freqüência. Se pretende ter um hobbie, reflita sobre algo que tem prazer em fazer, pesquise sobe o assunto, com informações, a possibilidade de gostar será maior.

O importante é começar, ter persistência  em continuar, perceber os benefícios que determinadas mudanças podem trazer para você!

Quando você se cuida, isso reflete na relação com o outro. Um exemplo disso é que quando se alimenta bem, se exercita; você tem mais disposição, seu humor melhora e suas relações em casa, no trabalho, amigos se tornam mais prazerosas, leves, tranquilas, mesmo diante das adversidades.

Priorizar-se não é egoísmo, nem egocentrismo. É se amar em primeiro lugar, para aí sim desenvolver a capacidade de amar o outro, de cuidar do outro.

 

Faça sempre algo por você! Se cuide!

 

Fernanda Dias
Psicóloga Clinlife
CRP 04 / 27335

 

 

Related posts:

  1. Você tem bons resultados durante toda semana?
  2. Você tem defendido ou atacado o seu Sistema Imune?
  3. Você tem medo de emagrecer?
  4. Você tem fome de quê?
  5. Exercício Físico – A cultura preventiva que a maioria não tem